19/02/2019 15h13 - Atualizado em 19/02/2019 15h13

SIMTED e outras entidades protocolam nota de apoio à abertura de procedimentos de investigação sobre casos de corrupção na Câmara de Dourados

Texto diz ser fundamental que o legislativo promova os procedimentos cabíveis contra atitudes que reiterem ações contra o erário público

Por: Assessoria
 
 
O documento foi protocolado nesta segunda-feira (18)
foto: arquivo/SIMTED Dourados O documento foi protocolado nesta segunda-feira (18)
foto: arquivo/SIMTED Dourados

Nesta segunda-feira (18), o SIMTED Dourados, juntamente com outros sindicatos e movimentos sociais, protocolou na Câmara Municipal de Dourados (MS) uma nota de apoio à abertura de procedimentos éticos cabíveis na investigação de casos de corrupção no legislativo do município.

"Em um país assolado por uma crise histórica de cunho político, social e a reboque econômico, visível, por exemplo, desde 2016, com a aprovação da emenda constitucional sob o número 95, que congela repasses de verbas para a educação e saúde públicas, atrelada à reforma trabalhista, ambas que precarizam ainda mais a vida de grupos/pessoas já históricamente marginalizados pela ação e omissão do Estado brasileiro, torna-se fundamental que a Câmara de Vereadores promova os procedimentos cabíveis contra atitudes que reiterem ações contra o erário público como as de corrupção por parte de vereadores", diz a nota assinada em conjunto pelas entidades.

Veja abaixo, na íntegra, a nota de apoio:


NOTA PÚBLICA: Condenamos a corrupção e a sonegação independente do seu núcleo de origem

As entidades classistas também divulgam uma nota pública reafirmando suas históricas posições em relação a atos de corrupção e sonegação em todas as esferas da União.

A nota pública cita casos de corrupção no município, no estado e também na esfera federal, com recentes denúncias.

"Condenamos a sonegação de impostos, prática tão ou mais vil que a corrupção, visto que neste caso os desvios de dinheiro público que deveria ser aplicado para o bem comum da coletividade é surrupiado antes de entrar nos cofres dos municípios, estados e da própria união", também expressam as entidades no documento.

Por fim, os sindicatos e movimentos sociais reafirmam a posição contra toda e qualquer prática de sonegação e corrupção, seja ela nas esferas públicas ou privadas, assim como condenam a denúncia e condenação seletiva, seja ela de cunho pessoal ou por grupos com finalidades escusas.

Veja abaixo, na íntegra, a nota pública:

Canais

Notícias
Artigos
Serviços
Fotos

Expediente

Missão
História
Palavra do Presidente
Estatuto
Filie-se

Siga-Nos

Facebook
Twitter

Rua Maria da Glória, 670
Vila Industrial - Dourados - MS

Tel. (67) 3421-3749